Alimentação: Introdução Alimentar

By Nina Santini - 18:49

Até aos 6 meses de idade os bebês se alimentam exclusivamente de leite materno, na minha opinião, não há necessidade de antecipar as etapas, tudo no seu tempo !

Primeiros alimentos
Para iniciar esta nova fase, a introdução dos alimentos , comecei pelos tubérculos básicos como a batata e a cenoura, lembrando que eles sempre devem ser muito bem cozinhados para facilitar para os bebês na hora de mastigar e engolir. Nas nossas primeiras tentativas , como de comum, eles não aceitaram e até fizeram ânsia de vomito , por ser algo novo, sabor, textura e ainda a ausência de dentes que não facilita muito no ato da mastigação. Sei que não é recomendado pelos pediatras bater tudo no liquidificador, porque pode mesmo retardar o aprendizado de mastigação de alimentos cada vez maiores, porém, eu bati porque vi que eles comiam muito mais, mas bati tudo separadinho  para que eles soubessem distinguir os sabores de cada. A couve é ótima batidinha com feijão , batida pela possibilidade de engasgue , concentre-se naquilo que é nutritivo e que ajuda na prevenção de doenças !

Temperos
No primeiro mês optei por não usar nenhum tempero, deixar tudo ao natural para que eles aprendessem a gostar do verdadeiro sabor dos alimentos. A partir do 7 mês, acrescentei sal (puco sempre) , e de se adivinhar, eles passaram a comer em maiores quantidades. Junto com o sal surgiu o fio de azeite, um bom óleo. Mamães tenham sempre preferência por temperos naturais, nada de sazon e artificiais, acreditem que o sabor dos alimentos ficam muito mais realçados com pedacinhos de alho e pouco sal, ervas aromáticas também acrescentam um sabor maravilhoso !

Surgem assim novos alimentos na dietinha , como o feijão batido, fígado de boi ( muitíssimo nutritivo, fonte de ferro que ajuda na prevenção da anemia). Mas calma gente, eu dei a papinha batida no liquidificador até aos 7/8 meses , aí a quantidade só foi aumentando e amassava cada vez menos, até que hoje dou os alimentos como nós comemos, só os tubérculos e legumes que corto em cubos, o que permite que eles os peguem com as mãos.

Sucos
 Comecei a dar logo com 6 meses, isso porque aqui onde moramos faz bastante calor, por isso, senti a necessidade de oferecer mais líquidos alternativos á água. Podemos oferecer unicamente sucos naturais e poupas, isso porque os sucos de pó são altamente industrializados, compostos por aromatizantes e corantes, o que não traz nenhum valor nutritivo e ainda pode causar graves alergias para o seu baby. O primeiro suco deles foi o de laranja, totalmente natural, direto da laranja e sem açúcar, eles amaram e tomaram tudinho, os pediatras aconselham sempre dar primeiro o suco de laranja por ele ser bem líquido e não ter fibras que poderiam fazer o bebê se engasgar. A laranja é um ótimo fruto para se oferecer, principalmente em épocas de resfriado, rica em vitamina C , assim como a acerola, combatem as gripes e resfriados!

Frutas
Uma coisa que reparei em comum com várias mães foi a facilidade da introdução das frutas ! Meu amor, já conhecemos que doce é bom desde pequeninos, claro que existem doces ¬ Bons¬ , aqueles que chamamos de saudáveis, as frutas são o exemplo perfeito disso. Mas cuidado, tal como o leite da mãe exercia influencia no funcionamento intestinal dos bebês ( de acordo com o que ela se alimentava, como amendoins que causam cólicas nos bebês ), as variantes das frutas também funcionam mais ou menos assim. As variantes das frutas como da banana podem soltar ou prender o intestino. Por isso os pediatras me aconselharam a oferecer : Banana, maçã, pêra e mamão. Mãe, é importe você variar um pouco no cardápio, eu por exemplo, faço vitaminas com frutas e a fórmula, acredita que eles adoram !

Antigamente, eu preparava a comidinha deles toda separada da dos adultos mas hoje já não é necessário, somente os vegetais quadradinhos deles. Hoje com 1 ano e 7 meses, eles comem de tudo, só o Lorenzo (2 min mais novo, caçulinha) que detesta abacate amassado !

Resumindo, a introdução alimentar não é um bicho de sete cabeças , apenas requer bastante paciência, muito amor e criatividade para se reinventar a cada prato, porque tal como nós essas pequenas pessoas não gostam de repetições !


  • Compartilha:

Veja também

0 comentários